• Posted by : Thiago Leão de Fogo sexta-feira, 29 de julho de 2011

    Está aqui para você estudar e tirar suas próprias conclusões sobre oque temos aprendido sobre o Evangelho o que é Verdadeiro e oque não é com certeza:

    Agradecimentos Verdade Oculta Pelo Gráfico: http://www.youtube.com/user/verdadeoculta

    Para Deyvison por ter postado a entrevista com Luis Claudio: http://www.youtube.com/user/deyvsonbarros1

    E estudos Escriturais pelo acervo de evidencias: http://estudosescriturais.net.br

    Este vídeo contem um gráfico explicando a história das escrituras em paralelo com a história da humanidade:





    A mais de 3000 anos atrás, diversos impérios que odiavam os judeus, tiveram suas as escrituras sagradas em suas mãos, e tendo essa chance de perturbar seus ensinamentos, será que esses impérios não fizeram nada com elas? Será que ao traduzir para diversas línguas, foram honestos em traduzir exatamente da mesma forma da original? Abra sua mente!

    Bem agora vou postar algumas fotografias de documentos históricos do decorrer dessas escrituras:

    EVIDÊNCIAS

    EVIDÊNCIA 1

    Imagem capturada do Dicionário Bíblico Hebraico-Português, de Luis Alonso Schökel, pag. 33

    Essa descrição do dicionário nos mostra claramente que "EL" é derivado de "UL". Ora, o que é derivado, não é original, uma vez que o original não é derivado de coisa alguma. Por isso que em relação ao título de nosso Pai ser "Ul" e não "El", como não poderia ser no plural "Elohim"(derivado do "El"), mas na verdade "Ulhim".

    Ou seja:

    UL(original) _ corrompido pelas traduções corrúptas para EL.

    ULHIM(original) _ corrompido pelas traduções corrúptas para ELOHIM.  

    EVIDÊNCIA 2

    A própria Sociedade Bíblica do Brasil reconhece que "O real significado dos Nomes não é assegurado pelas transliterações".

    Ou seja, as formas originais dos Nomes não são asseguradas pelas traduções/falsas transliterações que temos hoje.

    Estas traduções quando no quesito das transliterações dos nomes originais, não transliteraram coerente e prudentemente os mesmo, caracterizando desta forma o sentido destes nomes, sejam estes sagrados ou não, perdido. 

    EVIDÊNCIA 3

    Como NOMES Sagrados podem ser santificados se as pessoas vivem mudando a pronúncia dos mesmos?
    Se as pessoas tivessem convicção de que um nome não é uma palavra, pois uma palavra é apenas uma representação gráfica de um nome, ou seja, não importa como este nome se escreve, mas como se fala o mesmo.

    A pronúncia original de um NOME sagrado deve sempre ser mantida. 


    EVIDÊNCIA 4

    Os tradutores desta versão acima, tiveram a coerência de não substituir o NOME do Criador YÁOHUH (YHWH) por expressões corruptas, afinal eles não sabiam como se dizia este NOME.

    EVIDÊNCIA 5

    É notável que o nome Jeová (Yehovah) é pagão, primeiro que este nome não passa de uma concatenação dos acentos massoréticos da palavra Adonay ("senhor", que deriva do ídolo "Adonis") acrescidas ao tetragrama YHWH (IÁOHUH / YAOHUH / YAHUH), e segundo que o Jeová (Yehovah) é um ídolo pagão romano.

    Tem também aquela notável semelhança entre os nomes: 

    "Crishna" chamado "Iezus"

    e

    "Cristo" chamado "Jesus" 

    EVIDÊNCIA 6

    Se está procurando fontes de pesquisa, ai estão algumas. 

    EVIDÊNCIA 7

    Veja a foto do ídolo Jeová (Yehovah), é o primeiro dos 4 acima, da esquerda para à direita.
    Repare que a postura deste ídolo acima, lembra a do ídolo Baphomet, que é adorado pelos satanistas, sendo que o Jeová (Yehovah) ergue o braço esquerdo ao invés do direito, que Baphomet ergue. 

    EVIDÊNCIA 8

    O nome "Jesus" antes era "Jesu".
    Correção: o ano deste documento é M DC LXXV(última linha), ou seja, 1675; e não 1075 como está no nome da foto. 

    EVIDÊNCIA 9

    Eis o ídolo Esvs=Esus, pois em latin este "V" tem o som de "U". 

    EVIDÊNCIA 10

    Medalhão bastante intrigante.Repare que por ser católico (veja a cruz no centro), este e outros tipos de objetos deste "ramo", sempre remetem a língua predileta da Grande Meretriz Romana, o latin.  

    EVIDÊNCIA 11
    Repare que antes de se chamar "Jesus", este nome pagão era "Jesu" 

    EVIDÊNCIA 12
    "Jesu" que mais tarde viria a ser "Jesus" 

    EVIDÊNCIA 13

    =Jesus Cristo

    EVIDÊNCIA 14

    Veja uma das maiores provas de que as Sagradas Escrituras Originais eram hebraicas, e que só depois foram traduzidas para o grego.
    Detalhe:

    Os Yaohudim (Judeus/Judáicos) falavam hebraico e não aramaico, muito menos grego. 






    EVIDÊNCIA 15

    Qamatz não tem som de "A" apenas, mas é um som de um "A" oco que tende para "O", não é um som que possui um representante gráfico na língua portuguesa, visto que em português não existe este som, e é por isso que quando escrevemos "YAO" na verdade estamos escrevemos a transliteração fonéticas do "Y" com o qamatz, este último que não tem som de apenas um "A" em português.

    Pág. 11 do livro "Gramática Hebraica - Como ler o Antigo Testamento na língua original (2002)" de Gordon Chown, que além de ler e traduzir em 12 idiomas, é perito em línguas escriturais e realizou estudos avançados em Hebraico e Grego em Cambridge.

    EVIDÊNCIA 16

    "SUS" em hebraico é cavalo.
    E o mesmo "SUS" em grego é porco. 


    EVIDÊNCIA 17

    O idioma hebraico não é o fundamental para nossa salvação. mas os NOMES Sagrados que se encontram nele.
    YÁOHUH = Nome do Pai YAOHÚSHUA = Nome do Filho (OBS: Sendo que este "AO", não são duas vogais, e sim um som de um "A" oco tendendo para "O".)


    EVIDÊNCIA 18

    RUKHA = RÚRRA(sendo que o primeiro "R" tem o som do "R" da palavra "ca_R_íssimo") e não do "R" da palavra "_R_ua".


    Quando você lê uma bíblia a palavra "Espírito" em maiúsculo, ali está ocultado o NOME do terceiro Ser Eterno RUKHA, que apesar de significar "espírito" em português, estamos falando de um nome próprio, é por isso que não se deve traduzir-lo, pois nomes próprios não são traduzíveis, mesmo que tenham um significado.

    Exemplo:
    Não podemos chamar o "George W. Bush" de "George W. Arbusto", ou o "Nicolas Cage" de "Nicolas Gaiola", pelo simples fato de que nomes próprios não são traduzíveis.

    o som breve do patakh também equivale a uma semi vogal 

    EVIDÊNCIA 19

    Esta página expõe à falsa “origem grega” do nome Jesus, dizendo que é o equivalente ao nome grego Josué, mas na verdade, tanto o Messias quanto o sucessor de Mehushua(corrompido como “Moisés”) possuem o mesmo Nome, YAOHÚSHUA. 

    EVIDÊNCIA 20

    Diferente do nome Javé ou até Jeová (que são apenas corruptas concatenações de vogais de palavras eufêmicas adicionadas ao Tetragrama YHWH), o NOME original do Criador, é parte integrante do NOME do Messias, pois YAOHÚSHUA = YÁOHUH É SALVAÇÃO/SALVA. 

    EVIDÊNCIA 21

    Leia uma curiosidade bem intrigante sobre os "originais de Amsterdã", Holanda. 

    EVIDÊNCIA 22

    No seu culto e adoração ao verdadeiro Criador que escolheu esta nação entre todas as nações da terra para ser um povo exclusivo de sua propriedade, os yaohudim (judaicos) colocavam, em seus filhos, nomes que representavam louvores ao Criador, esperança no Criador ou até mesmo súplicas ao Criador.
    Esses nomes tinham, cada um, seu próprio significado, sendo todos eles compostos pelo próprio Nome do Criador, e mais alguma palavra para representar um louvor, esperança, súplica, etc., podendo até mesmo representar, profeticamente, uma missão ou obra à qual o Criador já tivesse destinado tal pessoa.

    No seu culto e adoração ao verdadeiro Criador que escolheu esta nação entre todas as nações da terra para ser um povo exclusivo de sua propriedade, os yaohudim (judaicos) colocavam, em seus filhos, nomes que representavam louvores ao Criador, esperança no Criador ou até mesmo súplicas ao Criador.


    Infelizmente ainda hoje algumas pessoas acham que podem simplesmente "traduzir/trocar" os nomes originais das Sagradas Escrituras e que ainda assim estariam se referenciando ao mesmo indivíduo, o que é um total engano.


    Veja o que pode aconteceu quando se trocou um nome original:

    Manyaohu = YÁOHUH é Gracioso enquanto que o nome adulterado... Mateus = uma referência ao ídolo pagão "Théos/Deus/Zeus" grego.
    VISCIONÁRIO DA BÍBLIA DE ALMEIDA – SBB – pág. 131 



    Nomes Verdadeiros dos Profetas e Apóstolos:
    Será que os maçons que controlam o sistema religioso brasileiro proibiram a SBB(Sociedade Bíblica do Brasil) de corrigir os nomes escriturais?

    Mas o pior é que tem muitos líderes religiosos que já estão sabendo de tudo isso há muito tempo, mas se calam em suas denominações aprisionando assim todos os membros da mesma que sequer desconfiam disto. 

    Veja o que nosso Pai disse: Números 6 : 27 "Assim porão o Meu Nome sobre os filhos de Yaoshorul(corrompido como "Israel"), e eu os abençoarei."

    Antigamente sempre foi um costume dos yaohudim/yahudim("judeus"), por o Nome do Altíssimo YÁOHUH/YÁHU(YHWH) em suas composições, justamente para fazer homenagem a Ele.
    Com as trocas dos nomes que ocorreram nas cópias(bíblias), essa homenagem ao Nome de nosso Pai, foi drasticamente substituida por uma idolatria a ídolos pagãos.
    →Triste realidade.

    Será que alguém ainda nega que os nomes que estão nas cópias(bíblias) são falsos e enganosos?
    Será que ainda há dúvidas de que na verdade os falsos nomes das cópias(bíblias) tem como referência ídolos pagãos?
    Por que será que não uma, mas TODAS as cópias(bíblias) que temos hoje, em NENHUMA delas isso foi corrigido?
    Será que é por causa dos "direitos autorais" dos escritos de Almeida que estão em Amsterdã?
    Será que o João Ferreira de Almeida agora é o proprietário das Sagradas Escrituras, já que ninguém pode corrigir essas abominações das cópias(bíblias)?
    A resposta é simples:
    ►Estão ganhando dinheiro através das cópias(bíblias) que usam falsos nomes como o "Jesus", que deveria ser escrito assim: →Je$u$←

    "As transcrições corriqueiras dos nomes bíblicos em português afastam-se muito da forma original."A Tradução Ecumênica da Bíblia (TEB), publicada no Brasil pelas Edições Loyola, editora vinculada à Companhia de Jesus, é uma tradução para o português da "Traduction œcuménique de la Bible" (TOB - 3ª ed., Paris:Éditions du Cerf; Pierrefitte: Société Biblique Française, 1989).  

    Geralmente os nomes que possuem em suas composições o sufixo "ias", originalmente no local deste sufixo encontrava-se o Nome do Altíssimo YÁOHUH (YÁHU=YHWH), que foi extirpado veemente pelo sufixo "ias" nas cópias (bíblias).
    Não se esqueça de que a raiz "El"(nome de um ídolo pagão) substituiu a raiz original hebraica "Ul"(Supremo/Eterno) nas cópias.
    Por exemplo, o nome supostamente "traduzido"(=trocado) Elias, que podemos encontrado nas cópias(bíblias), na verdade este nome sempre foi Ulyaohu(Ulyahu), sendo "Ul" um atributo ou título, e YÁOHUH(YÁHU) o Nome do nosso Pai Eterno que é referenciado pela composição deste nome como: "YÁOHU é Supremo", ou ainda, "YÁOHU é Eterno".

    "Por outra parte, a transmissão dessas obras, desde a antiguidade até nossos dias, implicou certo número de contingências, que ▬►não isentaram o texto de alterações◄▬." 

    Infelizmente os originais das Sagradas Escrituras foram queimados e tudo o que temos hoje são apenas cópias das cópias, muitas das quais, diferem-se drasticamente entre si. Triste realidade. 

    Muitos tradutores que tentaram adaptar ou corrigir passagens das Escrituras, acabaram por introduzir ao texto, varientes inéditas (neologismos) quase sempre errantes, gerando deslizes textuais que visavam a liturgia.

    Mais uma vez vemos que a tradição superou a originalidade escritural, pois, quando buscaram a liturgia característica de um sistema religioso, junto vieram os erros que eram cometidos com a remodelagem das Escrituras Sagradas, sendo estas adaptadas a ritualidade instituida pelos homens.

    O NOME de nosso Pai YÁOHUH (Tetragrama YHWH), é encontrado na forma hebraica arcaica diversas vezes ao longo deste pergaminho.


    O pai de Baal era El. 


    "El", o Pai de "Baal", até hoje o mundo é influênciado por este ídolo. Todas as ocorrências desta tendência substituem o título original “UL”, que quer dizer Eteno/Supremo. 

    Ídolo Shemirames, adorada desde a antiguidade até os dias de hoje e adaptando-se as demais culturas pelas armadilhas dos nomes pagãos. 

    Qualquer semelhança deste ídolo como o ídolo pagão "Yehowah"/"Jeová" não é mera coincidência. 

    Ídolo "Zeus", que aprisiona ainda hoje pessoas que acreditam que a expressão "Deus" ou "Théos", é só um título como qualquer outro. 

    Nome do Pai e o Nome do Messias escritos com letras arcaicas : Yod Hê Vav Hê = YÁOHUH_Nome do Pai. Yod Hê Vav Shin Ayin = YAOHÚSHUA_Nome do Messias 

    Nome do Pai YÁOHUH e o Nome do Filho YAOHÚSHUA. 

    A foto é auto-explicativa. Perceba que o Nome do Filho contem o Nome do Pai, pois: YAOHÚSHUA = YÁOHUH é Salvação. 

    O passado pagão do nome "Jesus". 

    Sequer existe a letra "J" no hebraico, e nem o som que lhe é característico, como então o NOME do Messias poderia ser escrito com uma letra inexistente? 

    Em 1676, João Ferreira de Almeida conclui a tradução do Novo testamento, porém só em 1681 surgiu o NT em português. Leia o comentário abaixo... 

    Antes de ser "Iesvs", este nome pagão já foi chamado de "Iesv". 

    "Iesv", um nome pagão que substituiu o Nome original do Messias YAOHÚSHUA.

    Antes de ser "Iesvs", este nome pagão já foi chamado de "Iesv". 

    "Jesu", vindo do pagão "Iesv" 

    Paganismo atrás de paganismo, ídolos atrás de ídolos. 

    O Pai, o Filho e o Rúkha do Pai (corrompido como "Espírito Santo"). Nome próprio não se traduz, se translitera. 


    Ainda hoje é possível encontrarmos o NOME de nosso Pai YAHU (YÁOHUH) nos nomes das pessoas, vemos aqui o nome do primeiro ministro de Israel, NetanYahu, assim como o rapper MatisYahu. Agora leia Números 6 : 27 e entenda o porquê. 

    Senhor=Baal, substituiu TODAS as ocorrências do NOME do Criador YHWH(YÁOHUH) das Sagradas Escrituras. 



    Muitos afirmam que "Yehowah"(Jeová) é o suposto NOME original do Criador, todavia, estes não sabem que o falso nome Yehowah(Jeová), nada mais é que uma corrupta concatenação do Tetragrama YHWH com os massoréticos de "Adonay". 

    Nomes com referência a "El" são por essência pagãos, uma vez que o título original é Ul(Eterno/Supremo) e foi substituído pelo nome do ídolo "El", o pai de "Baal". 

    Se duvida, leia isso: [Kozoqiul(corrompido como "Ezequiel") 8:14] "E levou-me à entrada da porta da casa de YÁOHUH Ulhim, que está do lado norte, e eis que estavam ali mulheres assentadas chorando a Tamuz." 

    O Tetragrama YHWH (YÁOHUH) sempre foi preservado, com o passar do tempo é que os corruptos tradutores foram substituindo o mesmo nas cópias. 

    O Shemhamphorash é um método cabalístico ocultista que prega que existem supostos 72 nomes referentes ao Criador, porém, em Êxodo 3:15 fica extremamente claro que nosso Pai possui UM ÚNICO NOME ETERNO, que é o Seu memorial de geração em geração.
    Para os latinos puseram "Devs", já para os gregos puseram "Theos".
    Mas afinal de contas, quem os gregos cultuavam?
    Theos ou Zeus?
    Resposta:
    Ambos, pois Theos=Zeus

    A vulgata latina veio da Septuaginta grega, logo:
    Devs=Theos=Zeus e sem esquecer EL


    Facilmente se identifica quem é quem quando se respeita o NOME original. 



    Biblia Douay-Rheims de 1582

    Bíblia Latin Louvain Title 1547
    Repare no Desenho é o SOL e Mithra Nú com uma Cruz

    Símbolo do peixe, Dagon e Trindade
    A Verdade é que existem segredos ocultos que a humanidade não teve acesso até hoje, sociedades secretas passaram o conhecimento a poucos interessados, devido a IDADE DAS TREVAS trazido pelo império politico religioso Romano aqueles conhecimentos foram apagados e então os poucos que o tinham, levaram a frente de forma verbal!

    34 comentários

  • Translate

    O Leão Já Não Dorme Mais

    Copyright © 2013 - Nisekoi - All Right Reserved

    O Leão Não Dorme Mais Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan